DECLARA-SE GAY O FUNDADOR DE UMA DAS MAIORES TERAPIAS DE CONVERSÃO HOMOSSEXUAL NOS EUA

“Fui um fanático religioso que machuquei o povo”, confessou McKrae Game, depois de duas décadas tentando mudar a orientação de milhares de pessoas. Também disse que sua esposa foi muito compreensiva com sua decisão

O incentivador de um dos maiores centros de terapia de reorientação sexual dos EUA, lugares que tratam de convencer e culpar os “pacientes” por terem uma preferência supostamente incorreta, se declarou homossexual, com um discurso de claro pesar.

Mckrae Game foi um dos fundadores de Hope for Wholeness, uma rede baseada na Carolina do Sul, que promete “recursos para descobrir uma maneira de sair da homossexualidade” e ir ao encontro do “desígnio de Deus “. Com métodos altamente criticados e denunciados, as terapias são agora proibidas em 18 dos 50 estados [dos EUA]. Mas naquela época, ele estava convencido de que o que fazia era a coisa certa, lutar contra as identidades LGBTQ.

“Fui um fanático religioso que machuquei as pessoas”. Houve alguns que tentaram cometer suicídio por mim e pelas coisas que eu disse. Gente que eu conheço está em terapia agora por mim”, ele admitiu no jornal Post and Courier esta semana.

Além de admitir o dano causado, Game, de 51 anos, aceitou também outra realidade: é homossexual. Dois anos após ser demitido pela organização, ele explicou que decidiu revelar sua orientação sexual porque temia que alguém além dele optasse por contar seu “segredo”. Então ele preferiu controlar sua própria história. Gradualmente, ele começou a revelar através do Facebook que se sentia atraído por homens.

O ex-líder homofóbico, casado e com dois filhos, disse que sua esposa foi muito compreensiva com o processo, mas alguns membros da comunidade cristã bem como ativistas LGBTQ, expressaram seu repúdio a ele.

“Posso ver como manipulei e sinto muito por isso. Eu não posso contar todas as vezes em que pratiquei o mal, mas estou tentando”, acrescentou ele em um vídeo postado em sua conta

“Tudo ficou em meu passado, mas ainda há muitas pessoas que acreditam que há algo errado com elas e com os que decidem viver suas vidas honestamente como gays, lésbicas, trans…”, escreveu. Por isso, disse que o “ciclo daninho de vergonha e condenação”, que ele mesmo ajudou a fundamentar “deve terminar”.

Não se trata do primeiro caso em que um membro proeminente da comunidade de

“terapias” muda de ideia e decide repudiar esse tipo de atividades. Em 2014, nove ex-líderes de grupos semelhantes assinaram uma carta aberta na qual denunciam os tratamentos como “daninhos e não eficazes “.

No entanto, na maioria das vezes estas renúncias são feitas em privado, porque as pessoas têm medo de serem excluídas de seus círculos conservadores e religiosos com os quais haviam compartilhado grande parte de sua vida. “Às vezes você perde sua família. Às vezes você perde tudo”, disse para o Washington Post Alan Chambers, ex-presidente da Exodus Internacional, que chegou a ser o maior grupo de conversão do mundo antes de seu fechamento em 2013, decidido pelo próprio Chambers. Atualmente, ele se define como “um homem gay casado com uma mulher heterossexual “. (PE / Infobae)

https://ecupres.com/2019/10/09/el-fundador-de-una-de-las-mayores-terapias-de-conversion-de-homosexuales

Traducción Sergio Marcus Pinto Lopes

SN 484/19

Responder

Por favor, inicia sesión con uno de estos métodos para publicar tu comentario:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s